Informativo Técnico: Válvulas Nitretadas

Válvulas

A RIC foi pioneira na introdução, no mercado de reposição do Brasil, da Nitretação como tratamento térmico na produção de válvulas para motores de combustão interna. Esta tecnologia de fabricação foi introduzida em julho de 2004, com as válvulas do Marea que, originalmente, já utilizava válvulas nitretadas.

A Nitretação (oxinitrocarbonetação) é um tratamento térmico que proporciona uma camada protetiva que penetra, por difusão em até 20 microns em toda a extensão da válvula.

Este procedimento aumenta substancialmente as propriedades termomecânicas das válvulas, garantindo um adicional de mais 750 graus célsius de temperatura e até 1200 Vicker´s de dureza.

A Oxidação é um tratamento térmico que proporciona uma superfície extremamente polida, deslizante e lubrificante, evitando a oxidação e eliminando o atrito entre a guia e a haste da válvula.

O resultado deste tratamento resulta em uma coloração preta acinzentada que tende a ser eliminada com a movimentação das válvulas no motor, mas que não resultam em perdas de suas propriedades técnicas.

As válvulas nitretadas têm apresentado excelentes resultados nos motores convertidos para GNV ( Gás Natural Veicular ). Atualmente, quase todas as válvulas produzidas pela RIC são nitretadas.

Todos os motores, em princípio, foram projetados para funcionar ao nível do mar. As válvulas nitretadas têm sido adotadas como solução pelos fabricantes de motores mundiais, tendo em vista diferentes características de clima, combustíveis e normas ambientais de cada país.

Atualmente a maioria dos fabricantes de motores no Brasil e no exterior já vem adotando esta tecnologia, tendo em vista o Tratado de Kioto, no Japão, firmado em 2002, que proibiu a utilização de Cromo hexavalente, Mercúrio, Cádmio e Chumbo em processos de fabricação.

RIC COMPONENTES
Área Técnica